5 fatos que você não pode saber sobre Resident Evil

Postado em 02/05/2014.

A venerável franquia Resident Evil, da Capcom, acaba de celebrar o seu 18° aniversário no Japão e nos EUA, com o primeiro jogo da franquia chegando às lojas no final de março de 1996. Desde então, a série passou a vender mais de 50 milhões de unidades em todo o mundo, com o jogo original em si gerando inúmeros spin-offs. Até o momento, Resident Evil é o maior sucesso da Capcom, superando até Street Fighter.

No entanto, há muito mais sobre RE1 do que inicialmente aparenta. Por exemplo, você sabia que a “escolha” dos zumbis passou por diversos protótipos de desenvolvimento antes de Shinji Mikami estabelecer os zumbis que nós conhecemos e amamos hoje? Ou talvez, que RE1 gerou o primeiro livro em quadrinhos da série? Pois então, é sobre essas curiosidades que estaremos falando no post de hoje. Então, acompanhe-nos agora e não se esqueça de deixar seu comentário no final. Vamos à leitura?

Ele era originalmente um FPS

Resident Evil em FPS

Durante os primeiros estágios de desenvolvimento, a Capcom realmente havia decidido que Resident Evil seria lançado como um jogo de tiro em primeira pessoa. Enquanto ainda estavam decidindo a respeito da mansão cheia de monstros presente no jogo, Mikami decidiu abandonar a ideia, uma vez que não era para a sua satisfação.

Mas cá entre nós, um Resident Evil em forma de FPS teria oferecido fundamentalmente uma experiência totalmente nova, mas talvez pudesse não fazer o sucesso que sua versão original conseguiu fazer.

Barry e Rebecca foram originalmente Gelzer e Dewey

Barry e Rebecca

Antes do corpulento Barry e a ingênua Rebecca enfeitarem as salas da mansão, Capcom tinha planejado outros dois heróis para acompanhar Chris e Jill. Dewey, um africano baseado em Eddie Murphy seria o alívio cômico do jogo, e Gelzer, ligeiramente mais idiossincrático, um meio humano e meio cyborg, digamos.

No fim das contas, ambos os personagens foram abandonados muito cedo no desenvolvimento e substituídos por Barry e Rebecca.

Resident Evil gerou primeiro livro em quadrinhos da série

Resident Evil em quadrinhos

Resident Evil gerou inúmeros livros em quadrinhos ao longo dos anos. No entanto, o jogo original, na verdade, produziu o primeiro esforço cômico da série, na forma de um bônus para quem fez a pré-encomenda do jogo original nos Estados Unidos.

Resident Evil Dash foi à primeira ideia para uma sequência, e não RE2

Resident Evil Dash

Algum tempo depois do sucesso gigantesco de Resident Evil, a Capcom oficialmente anunciou um jogo totalmente novo para a franquia, intitulado como “Resident Evil Dash”. Este era um jogo completamente diferente de Resident Evil 2 – coloquialmente conhecido como Resident Evil 1.5 entre os fãs – que foi cancelado quando estava em torno de 60% a 80% completo. “Dash” foi planejado em 1996, mas não durou muito tempo, pois Shinji Mikami acabou engavetando a ideia e iniciou outro jogo, o RE2.

Dublagem japonesa e mudança considerável na troca de armas

Dublagem japonesa em Resident Evil

Durante o desenvolvimento do jogo, o criador Mikami tinha originalmente planejado incluir a dublagem japonesa no jogo. A ideia acabou por ser abandonada, e desde então, todas as versões de Resident Evil contam com a gloriosa dublagem que conhecemos e amamos, apesar de não possuir dublagem para o nosso idioma.

Não foi só isso, pois em um estágio de desenvolvimento, os personagens foram capazes de mudar as armas instantaneamente – usando determinados botões. Entretanto, por alguma razão, isso foi descartado, embora isso certamente tivesse resultado em muito menos viagens à tela de inventário durante os combates.

E você, tem alguma curiosidade para compartilhar sobre Resident Evil? Deixe aí nos comentários!




Comentários (0) Comentar

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!