Far Cry Primal: coisas que aprendemos com o gameplay

Recentemente anunciado, Primal será o novo Far Cry, só que agora com foco na idade da pedra. Então, veja agora algumas coisas que descobrimos pelo trailer.

Postado em 06/01/2016.

Enquanto Far Cry 4 foi fantástico, ele não apresentou muitas novidades quando comparado com seu antecessor. Situações semelhantes, habilidades semelhantes e uma estética semelhante à edição anterior que ainda amamos, mas que pode não ser muito interessante voltar em um quinto jogo da franquia se for para ser tudo igual.

Então, compreensivelmente, a Ubisoft buscou realizar algumas mudanças audaciosas com o próximo Far Cry, levando as coisas de volta para o período da idade da pedra. Inicialmente, isso é fascinante, pois é a primeira vez que um título AAA retrata com realismo essa época (onde não veremos os seres humanos sendo colocados contra os dinossauros – uma boa oportunidade de DLC, talvez).

Quando Far Cry Primal foi anunciado há alguns meses atrás, a Ubisoft focou em tratá-lo como um jogo de sobrevivência, guerras tribais e mundo aberto. No entanto, agora que um novo trailer e cenas do jogo foram liberadas, temos uma ideia muito melhor do que podemos esperar – e se ele realmente oferece uma nova experiência.

Os animais selvagens são seus amigos e armas

Animais Far Cry Primal

A principal nova dinâmica de jogo (e uma das únicas coisas novas, julgando pelo trailer) envolve domesticar animais selvagens como animais de estimação. Considerando que todos os animais em volta são particularmente ferozes e ansiosos para matar, a grande diversão oferecida aqui está na abundância de animais que podem ser domesticados.

Domar um animal pré-histórico – que pode ser um tigre dente de sabre, urso, lobo ou qualquer outro dos 17 possíveis predadores – é mais simples do que você pensa. Infelizmente, não envolve gritaria ou saltar de uma árvore sobre suas costas por 10 segundos. Tudo o que você precisa fazer é pegar um pedaço de carne de qualquer outro animal, jogá-lo para atrair o predador e, em seguida, ir até ele e pressionar um botão para dar uns tapinhas na cabeça dele como se já fosse seu animal de estimação.

O mundo é selvagem e misterioso

Mundo de Far Cry Primal

Como seria de se esperar, Oros – o cenário fictício de Far Cry Primal – parece lindo, mas de uma forma distinta de seus coloridos antecessores. Claro, o mundo parece decididamente desabitado, sem estradas, caminhos ou áreas com construções gigantes, mas sua paleta de cores desbotadas estabelece uma atmosfera única, que dá ao mundo a sua própria beleza. Um mundo gigante, árvores assustadores enchem as florestas, plantas estranhas espalhadas pela terra, lagos gelados e muito mais.

É um salto em vista de Far Cry 4

Primal

Em relação aos intervalos de dois anos entre os lançamentos de Far Cry 3 e Far Cry 4, Far Cry Primal está saindo desse “padrão”. Isso gerou muitas discussões a respeito se Primal era inicialmente uma DLC para Far Cry 4, mas que em algum momento os desenvolvedores optaram por lançá-la como um jogo inteiro. No entanto, o diretor criativo de Primal, Maxime Beland, disse em uma entrevista a GameSpot que “este é o próximo Far Cry, onde seu mundo é tão grande quanto o de Far Cry 4 e que a duração da campanha principal também é semelhante ao de seu antecessor”.

Então, com isso em mente, Primal deve ser tratado com a mesma importância que os outros jogos da série. No entanto, é claro que não é difícil notar que certos elementos do jogo são muito familiares para o que é supostamente uma evolução na série.

E você, o que espera de Far Cry Primal? Deixe seu comentário!




Comentários (0) Comentar

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!